Trabalhadores e alunos lotam auditório da Fiocruz Minas para ouvir Nísia

Nesta terça-feira (4/10), foi a vez de alunos e trabalhadores dos laboratórios e da área administrativa do Insituto René Rachou (IRR) trocar ideias e conhecer as propostas de Nísia. Foram mais de duas horas de conversa num auditório lotado e atento aos projetos que a candidata apresentou. Pela manhã, Nísia circulou pela unidade e foi muito bem recebida pelos alunos e trabalhadores.

Em sua exposição, Nísia destacou o importante papel da unidade de Minas, voltada para a pesquisa de agravos à saúde prevalentes no Estado. “O René Rachou é um braço importante das ciências biológicas no Estado de Minas Gerais e seu papel voltado a pesquisar doenças negligenciadas, como esquistossomose e leishmanioses, entre muitas outras, é central para a saúde da população brasileira”, ressaltou Nísia.

Com grande participação do público, Nísia falou sobre as bolsas para estudantes e apoio técnico nesse período de restrição com a crise; plataformas tecnológicas; como fortalecer a cooperação internacional x burocracia; a atual situação do MCTI que foi fundido com o Ministério das Comunicações; como melhorar a inserção da Fiocruz com os parlamentares; a relação da Presidência com o sindicato; entre várias outras questões. Também abordou a valorização dos recursos humanos da Fundação, o enorme potencial do trabalho realizado no IRR, a diversidade da Fiocruz, o fortalecimento da integração institucional; e o compromisso com a construção da sede do IRR. Na avaliação da plateia, Nisia deu as respostas coerentes e necessárias.

Ouça a fala da Nísia sobre a visita na Fiocruz Minas!